Vacinação de atletas e negacionismo: o retrato esportivo na pandemia

Passaporte da vacina é medida usada para conter Covid e causa polêmica ao redor do mundo

Por Anna Carolina Cruz

Vacinação obrigatória vira polêmica ao redor do mundo. Foto: Unsplash

A pandemia da Covid-19 tem gerado diversas consequências desde seu início, e no esporte não foi diferente. De jogos e torneios cancelados, a restrições de público, exigência de comprovantes de vacina e testes de antígenos, o cenário esportivo mudou muito nos últimos anos.

Uma das transformações que o Coronavírus trouxe foi a exigência do passaporte vacinal para o público. Para manter o número máximo de torcedores nas arquibancadas, algumas das principais competições esportivas exigem o comprovante de vacina ou um teste negativo para Covid-19. Os documentos são mostrados por todos na entrada dos estádios, o que sugere uma maior fiscalização sobre o cumprimento da regra. Já o uso de máscaras nos estádios, apesar de também ser item de uso obrigatório, é uma medida pouco aderida pelos torcedores que frequentam as arenas e estádios. 

Torcedores sem máscara no estádio. Foto: Reprodução Instagram

Para os atletas, funcionários e diretoria dos clubes, as cobranças variam de acordo com país e torneio: o tenista Novak Djokovic encontrou problemas ao entrar na Austrália em janeiro de 2022 para o Aberto da Austrália, já que não havia tomado a vacina. Com a repercussão, o tenista disse estar preparado para não participar de outros torneios que possuem a mesma exigência, como Wimbledon, em Londres, e Roland Garros, na França. Os dois torneios acontecem no meio do ano.  

Tenista Novak Djokovic. Foto: Reprodução Instagram

Segundo levantamento feito pela BBC, o número de tenistas vacinados que participariam da competição estava em 65%. Com o surgimento da obrigatoriedade, o número subiu para 95%. 

Mas mesmo sem vacinar, Dkokovic vai poder competir no Aberto da Itália deste ano, segundo a ministra italiana do esporte, Valentina Vezzali. A autoridade argumentou que nos eventos ao ar livre no país, como o torneio de tênis, a vacinação completa dos participantes não é cobrada. 

No continente americano, a vacinação de atletas também ganhou os holofotes da mídia quando o astro do basquete Kyrie Irving disse que não se vacinaria contra a Covid-19. O armador da NBA está impedido de atuar nos jogos em casa do Brooklyn Nets, já que o estado de Nova York proíbe a presença de pessoas não-vacinadas nas arenas esportivas. Mesmo assim, o jogador manteve a decisão de não se imunizar, Irving diz que não será influenciado pela liga a fazer escolhas que não envolvem sua vida profissional. O atleta chegou a ficar afastado do Nets por dois meses, mas voltou a integrar o quadro de jogadores em 2022.

Kyrie Irving durante partida pelo Brooklin Nets. Foto: Reprodução / Instagram

Enquanto isso, no Brasil, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a startup francesa Mooh!Tech desenvolveram o aplicativo de celular Chronus i-Passport, para acompanhamento de vacinação, testagem e mapeamento da pandemia no futebol. O aplicativo facilita que apenas pessoas vacinadas circulem sem restrições em eventos da CBF, já que o passaporte vacinal vai ser exigido para o staff, a comissão técnica e jogadores inscritos nas competições nacionais, como o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

“A CBF reitera a adoção das medidas preconizadas pelas autoridades de saúde e contribui diretamente para que as atividades ocorram de modo responsável, seguro e ao seu tempo em cada localidade, sabedora do padrão de transmissão não homogêneo em todo o território nacional”

disse a entidade na página que apresenta o Guia Médico de Medidas Protetivas para o Futebol Brasileiro EM 2022. 

A CBF também fez uma recomendação às federações estaduais sobre a determinação de passaporte vacinal para os torneios que inauguram a temporada futebolística no país: os campeonatos estaduais. Nesse caso, as exigências variam de acordo com cada federação e estado brasileiro.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) está exigindo o comprovante de vacinação contra a Covid-19 de atletas e membros da comissão técnica nos jogos. Além disso, também é preciso fazer testes de antígeno com 24 horas de antecedência de cada partida, não só para jogadores e comissão, mas também para delegados e árbitros.

Já a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) não exige o passaporte de vacinação, mas o teste de Covid ainda é obrigatório. Caso o atleta não tenha se vacinado, a entidade exige apenas que os membros das delegações apresentem uma Autodeclaração de Bem-Estar, em que respondem perguntas relacionadas à Covid-19 e se houve contato recente com pessoas positivadas. Junto com o documento, deve ser apresentado o certificado de vacinação ou o teste negativo.

Em Minas, a Federação Mineira de Futebol (FMF) exigiu o comprovante de vacinação das delegações com as duas doses da vacina. Caso o o comprovante não seja apresentado, é preciso fazer o exame PCR ou teste rápido para detecção de antígeno a cada rodada. 

Já na Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) todos os atletas apresentam de forma obrigatória o comprovante de vacina, ou seja, não há atletas que não se vacinaram vinculados às competições do estado. Segundo a federação capixaba, a decisão acata a orientação da CBF e da portaria estadual de saúde do Espírito Santo. 

Passaporte vacinal em outros esportes 

Partida entre Osasco x Minas pela Superliga 2022. Foto: Divulgação CBV

No volêi, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) estabeleceu um protocolo parecido com o da FERJ para a Superliga 2021/2022: a vacinação não é obrigatória, mas todos os atletas e membros de comissão técnica que não mostram o comprovante completo, devem realizar o teste de Covid-19. No início da competição masculina, em outubro de 2021, apenas 62,7% dos atletas estavam com o ciclo vacinal completo.

Outra competição que cogita a determinação de vacinação obrigatória é a Fórmula 1. O avanço da pandemia com a nova variante Ômicron colocou os responsáveis pela competição em alerta, e a proposta já foi autorizada pelo Conselho Mundial de Esporte a Motor da Federação Internacional de Automobilismo. 

Imprensa também segue protocolos de para controle da Covid-19

O jornalista esportivo Victor Moreira conta que os profissionais da imprensa em Minas Gerais também precisam apresentar o comprovante de vacina: 

“Para entrar no estádio, precisamos somente de mostrar o cartão com o ciclo vacinal completo (xerox do cartão). Mas já chegamos a ter de mostrar o RT-PCR em todos os jogos no começo da pandemia. Na época, fiz mais de 40 testes”

vICTOR MOREIRA, JORNALISTA ESPORTIVO DA TV ALTEROSA
Victor Moreira em cobertura no Mineirão pelo SBT/Alterosa. Foto: Reprodução / Instagram

O repórter da TV Alterosa também disse que os protocolos estavam sendo fiscalizados com mais rigor. Agora, o controle acontece de forma mais rigorosa nas competições nacionais promovidas pela CBF, como o Brasileirão e a Copa do Brasil

“Nós ficamos todos juntos. Porém, no Mineirão, existem acrílicos que separam as mesas. Sempre tiveram eles lá. No Independência a gente precisa saltar uma cadeira e sentar na outra. Inclusive, a cadeira em que não podemos assentar fica “lacrada”, completa Victor. 

Victor moreira, jornalista esportivo da tv alterosa

De acordo com a Associação Mineira de Cronistas Esportivos, a AMCE, a imprensa cumpre o protocolo estabelecido pela autoridade sanitária da prefeitura de cada cidade:

“Em geral, o protocolo exige apresentação do certificado de vacinação completa para todos os profissionais que têm permissão de acesso ao estádio. No início, algumas prefeituras estavam exigindo o comprovante de testagem (RT, PCR ou Antígeno). Agora, a exigência é só certificação de vacinação completa. Quem monitora é a organização de cada evento. A AMCE apenas orienta seus associados para o cumprimento do protocolo, inclusive quanto ao uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social”

lUIZ carlos gomes, Presidente da associação mineira de cronistas esportivos
Luiz Carlos Gomes, Presidente da AMCE. Foto: Reprodução/ Instagram

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s